Sábado, 15 de Agosto de 2020
Policia

Sob comando de Moro, Polícia Federal tem o menor desempenho dos últimos 5 anos

Publicada em 30/09/19 às 08:16h - 111 visualizações

por A VOZ DA REGIÃO / Redação BNews


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Por:Agência Brasil)

Polícia Federal, sob o comando do ministro Sérgio Moro, teve, no primeiro semestre de 2019, o pior desempenho no número de operações desde 2014. Entre janeiro e junho, foram realizadas 204 ações. No entanto, apesar disso, o período registrou mais investigações e aumento no número de valores apreendidos.

Na série histórica dos últimos 10 anos, segundo dados obtidos pela Folha de S. Paulo, o semestre anterior à entrada de Moro no governo foi o que registrou pico de produtividade, com 360 ações entre julho e dezembro, uma média de 1,9 por dia. Já na primeira metade do ano passado, a PF fez 269 operações, média de 1,4 por dia, contra 1,1 entre janeiro e junho de 2019.

Os resultados da atual gestão só ficam à frente dos registrados até o primeiro semestre de 2014, com 178 operações, período que marca o início da Operação Lava Jato. Para a Polícia Federal, vários fatores podem ter impactado o desempenho, como a queda de 10% do efetivo policial na ativa desde 2016.

O órgão também alegou que houve alta na quantidade de apreensões, apesar da queda nas ações. Para os casos de crime organizado, facções criminosas e crimes violentos, foram recolhidos R$ 548,1 milhões em patrimônio de investigados de janeiro a julho deste ano, mais que em todo 2018 (R$ 451,5 milhões).

Já quanto à apreensão de drogas, até agosto deste ano, foram 67 toneladas de cocaína, quase o total de todo o ano passado. No mesmo período, foram recolhidos 364,8 mil comprimidos de ecstasy, contra 295,3 mil em todo 2018.

Por meio de nota, o Ministério da Justiça afirmou que cada investigação ou operação "tem a sua própria marcha, a depender da complexidade do caso, do número de investigados, do conjunto probatório a ser produzido e das inúmeras outras variáveis que o objeto da investigação impõe".

Questionada se houve redução de verba para as ações, a pasta pontuou que o orçamento discricionário da PF "vem sendo majorado nos últimos anos" e cresceu 9% em 2019, ante 2018.

De acordo com dados levantados no início do mês pelo BNews, em 2020 a Polícia Federal vai ter de se virar com quase metade dos recursos previstos para o exercício, com corte no orçamento que supera 35%. Já os órgão vinculados ao Ministério da Justiça e Segurança Pública têm previsão de perda de 90,32%, com queda de cerca de R$ 15 bilhões.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 168232
Usuários Online: 33
Copyright (c) 2020 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino