Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020
Justiça

Desembargador humilha guarda municipal após ser multado; CNJ pede esclarecimentos

Publicada em 19/07/20 às 17:05h - 76 visualizações

por A VOZ DA REGIÃO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: A VOZ DA REGIÃO)

Um desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) humilhou um guarda municipal de Santos, após ser multado por não utilizar máscara enquanto caminhava na praia.  Em um vídeo gravado neste sábado (18), o desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira chama o guarda de “analfabeto” e rasga a multa. Ele joga o papel no chão, e por fim, diz que ia telefonar para o secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel, para intimidar o guarda. 

 

O desembargador deverá prestar esclarecimentos pela conduta ao Conselho Nacional de Justiça, por determinação do corregedor nacional, ministro Humberto Martins. Em Santos, as pessoas que não usam máscaras podem ser multadas. Nas imagens, o desembargador diz que não vai assinar a multa e confronta o guarda, que o alerta que se jogasse papel na via seria autuado. "Você quer que eu jogue na sua cara? Faz aí, que eu amasso e jogo na sua cara", diz o desembargador ao ser abordado sem máscara, se referindo à multa por não usar o acessório. No momento em que o guarda municipal está finalizando o preenchimento do papel da multa, o desembargador arranca o papel da prancheta, o amassa e joga no chão. O homem dá as costas para a equipe e sai andando, indo embora do local. 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 166748
Usuários Online: 40
Copyright (c) 2020 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino