Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
Justiça

Dois meses após ser solto, ex-estudante de odontologia investigado por lesão corporal na BA volta a prisão

Paulo Henrico Almeida, de 36 anos, é suspeito de causar lesões e mutilações em pelo menos 15 pessoas atendidas por ele nas duas cidades baianas.

Publicada em 14/02/20 às 16:44h - 86 visualizações

por G1 BAHIA


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: A VOZ DA REGIÃO)

ex-estudante de odontologia investigado por lesão corporal e exercício ilegal da profissão nas cidades de Vitória da Conquista e Itabuna, na Bahia, foi preso na quinta-feira (13). A situação ocorreu dois meses depois dele ser solto.

Paulo Henrico Almeida, de 36 anos, é suspeito de causar lesões e mutilações em pelo menos 15 pessoas atendidas por ele nas duas cidades baianas. Uma das vítimas teve 9 dentes extraídos de uma só vez. Por causa disso, ele acabou preso em 30 de setembro. No entanto, foi liberado no dia 18 de dezembro de 2019, após a Justiça conceder um habeas corpus.

A prisão da última quinta-feira ocorreu depois que o investigado teve o pedido de revogação de prisão preventiva negado durante audiência de custódia. A prisão ocorreu em Itabuna. Ele foi encaminhado para o conjunto penal da cidade ainda na quinta.

A reportagem entrou em contato com a defesa de Paulo Henrico, que afirmou que não vai se posicionar por enquanto.

Paulo Henrico se apresentava como estudante de odontologia, mas atuava como dentista formado. Em Conquista, em maio de 2019, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) o denunciou pela atuação irregular. Já em Itabuna, a Polícia Civil pediu a suspensão temporária da clínica onde ele atuava.

Entre as vítimas está um homem que disse ter nove dentes extraídos de uma só vez, durante uma consulta no município de Itabuna.

A vítima, que preferiu não se identificar, contou que procurou o Paulo Henrico sem saber que ele não era um profissional formado. Ele disse que estava com uma inflamação em um dos dentes e destacou que foi surpreendido com as extrações.

Segundo o homem, o procedimento foi realizado no mesmo dia em que ele passou por consulta com o suspeito, que ainda receitou remédios.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 164143
Usuários Online: 15
Copyright (c) 2020 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino