Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020
Política

Para 'reincrementar' CIA, governo projeta investimento de R$ 4,6 bi e 31 novas empresas

Publicada em 01/10/19 às 09:04h - 281 visualizações

por A VOZ DA REGIÃO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Foto: Reprodução / Resenha de Notícias)

O vice-governador João Leão (PP) declarou na última terça-feira (24), durante a apresentação da ponte Salvador-Itaparica, que o Centro Industrial de Aratu (CIA) “precisa ser reincrementado”. O local, que já foi responsável por 14% do PIB baiano, atualmente contribui com apenas 10%.

Para recuperar o contexto econômico do local serão investidos R$ 4,6 bilhões num “plano de intervenção” que, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), vêm de 31 empresas que estão em processo de implantação. Atualmente, há 28 empreendimentos em Candeias, e outros 91 em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. A projeção do governo estadual é que o plano de intervenção deixe como herança 4,2 mil empregos.

Para reestruturar o CIA, além da instalação de novas empresas, haverá também uma revitalização das vias internas do polo, que estão sob responsabilidade da Associação de Empresas do Centro Industrial de Aratu (Procia) e da SDE.


Dentre as empresas em processo de implantação, está a UTC Engenharia, com aporte de R$ 4 bilhões, e criação de mil postos de emprego, segundo a pasta estadual.

O Centro Industrial de Aratu abrange o Complexo Industrial Multissetorial CIA Sul e CIA Norte. Em sua área, há operação de três terminais portuários: Porto de Aratu, Porto da Ford e o Porto da DOW Química.

INTERIORIZAÇÃO INDUSTRIAL
Preocupada com o atual cenário industrial baiano, a gestão estadual vem abrangendo os investimentos para o quesito no território estadual. De acordo com dados obtidos pelo Bahia Notícias junto à SDE, 80% das indústrias que vieram para o estado foram implantadas nas cidades do interior.

Para isto, obras de infraestrutura são utilizadas como ponto-chave para que o PIB estadual seja alavancado. O governo aposta na construção da Ferrovia Oeste Leste, ao Porto Sul, da Ponte Salvador-Ilha de Itaparica e a Ferrovia Norte e Sul.

De acordo com a secretaria, por conta deste plano, nos primeiros meses de 2019, foram assinados 54 protocolos de intenções com a SDE, com previsão de R$ 3,6 bilhões em investimentos.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 82561
Usuários Online: 30
Copyright (c) 2020 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino