Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
esportes

Roger Machado vê equilíbrio no duelo entre Bahia e São Paulo

Brasileirão Série A

Publicada em 10/10/19 às 07:58h - 19 visualizações

por A VOZ DA REGIÃO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Leandro Aragão  (Foto: A VOZ DA REGIÃO)

O técnico Roger Machado viu equilíbrio no duelo entre Bahia e São Paulo, na noite desta quarta-feira (9), na Arena Fonte Nova. As duas equipes ficaram no empate em 0 a 0, na partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão.

 

"Foi um jogo truncado. Em quatro jogos com o São Paulo, não tomamos gols. A gente sabia, pelo modelo do São Paulo, que iam priorizar a posse e quando a gente retomasse, teríamos a possibilidade de contra-atacar. Em alguns momentos a gente conseguiu, em outros a gente esbarrou, em outro faltou uma questão nas jogadas de semifinal, mas controlamos bem as transições do jogo. Não foi um jogo bonito, porque foi a forma como conseguimos dentro de campo nos adaptar a um estilo de jogo que a gente já conhece do Diniz, que é um jogo de mobilidade e trocas de posições com jogadores leves. Foram poucas oportunidades de gols. Fica a frustração de não ter vencido pelo benefício que a vitória nos traria. Agora, foi um jogo equilibrado. Estamos jogando contra o São Paulo. Nós somos o Bahia, grande clube, brigando na parte de cima da tabela. Que bonito, né? Hoje estamos disputando com o São Paulo uma vaga no G-6. Acho que temos que valorizar. Entendo a frustração do torcedor, da expectativa criada pelo grupo. Hoje não gostou do resultado, se manifestou ao final do jogo, mas apoiou durante o jogo. O que eu não posso é tirar a confiança e a moral dos meus jogadores, porque a bola não entrou no jogo de hoje. Assim como não entrou no jogo de ontem. Nós vamos tirar pontos dos adversários fora. Foram dois empates, um lá e um cá. A gente igualou essa disputa. Em outras, nós vamos ganhar", afirmou na entrevista coletiva.

 

Para Roger, o Bahia pecou em alguns fundamentos, mas destacou a briga na parte de cima da tabela. O Tricolor baiano é o oitavo colocado com 38 pontos. O comandante ainda lamentou os problemas físicos de alguns atletas. "Tomada de decisão no último passe, um pouco mais de capricho na hora de oferecer a bola ao adversário. Às vezes, mais calma para dominar a bola, perder, às vezes, um segundo a mais para ter o controle, um chute melhor. Não vi um mau jogo. De novo, jogamos contra um adversário direto na briga pelo G-6, gente. Temos que valorizar o empenho dos atletas. Nosso primeiro objetivo é chegar à pontuação que nos permita permanecia. Depois, podemos garantir rapidamente a possibilidade de Sul-Americana. Porém, Libertadores, a possibilidade dela vai se decidir nas últimas duas, três rodadas. Ninguém vai classificar agora nem ser campeão faltando 15 rodadas. Isso vai refletir e é preciso valorizar o que os atletas estão trabalhando. Jogo desgastante. Élber e Artur com virose, Gilberto não se recuperou. Moisés sentiu o jogo", continuou.


 O próximo desafio do Esquadrão de Aço será contra o Fluminense, no sábado (12), às 19h, no Maracanã. A partida valerá pela 25ª rodada.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 37881
Usuários Online: 38
Copyright (c) 2019 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino