Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
esportes

Chape sofre primeira condenação trabalhista por acidente aéreo na Colômbia

Clube é condenado a pagar indenização aos pais de atacante Tiaguinho, mas tenta acordo

Publicada em 05/07/19 às 17:03h - 37 visualizações

por A VOZ DA REGIÃO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Por Eduardo Florão  (Foto: A VOZ DA REGIÃO)

A Chapecoense foi condenada a pagar R$ 130 mil de indenização aos pais do atacante Tiaguinho, uma das 71 vítimas fatais do acidente aéreo de novembro de 2016, na Colômbia. É a primeira vez que o clube é penalizado em ações trabalhistas, já que em outros casos conseguiu acordo com os familiares. Ainda cabe recurso da decisão, mas o Verdão tenta o acordo.

A Quarta Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região do Rio de Janeiro manteve a sentença da 1ª Vara do Trabalho de de Nova Friburgo. Com isso, a Chape foi condenada a pagar R$ 80 mil para o pai e R$ 50 mil para a mãe de Tiaguinho - ela também receberá pensão mensal vitalícia.

O clube alviverde protocolou recurso sobre a decisão, que vai para o Tribunal Superior do Trabalho, mas mantém, paralelamente, conversa para realização de um acordo legal com os familiares do atleta. A Chapecoense está confiante que conseguirá um entendimento, assim como em outros casos.

Em maio do ano passado, o Verdão chegou a um acordo para o pagamento de indenização aos pais de Dener, lateral-esquerdo também morto na tragédia aérea. Nos demais casos, o clube mantém o sigilo de informações sobre valores.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 75 99134-8375

Visitas: 37901
Usuários Online: 57
Copyright (c) 2019 - A VOZ DA REGIÃO - Todos os direitos reservados ao Portal A Voz da Região - Direção Quirino